Cientistas usam imagens de satélite para combater o trabalho escravo

RIO — O combate à escravidão moderna ganhou um aliados dos céus: imagens de satélite estão ajudando pesquisadores e ativistas a identificarem locais suspeitos de exploração do trabalho escravo. Com um sistema de inteligência artificial, eles mapearam 55.387 fornos para a produção de tijolos no Paquistão, Índia, Nepal e Bangladesh, indústria conhecida pelo emprego mão de obra forçada e infantil. O próximo passo é localizar outras estruturas relacionadas com o trabalho escravo, incluindo os campos de carvão no Brasil.

— Os fornos de tijolos no Paquistão que eu olhei, e locais como os campos carvoeiros no Brasil, são tão grandes e com padrões únicos, que percebi que poderiam ser vistos do espaço — contou ao “Guardian” Dorren Boyd, pesquisador da Universidade de Nottingham e idealizador do projeto. — Eu conversei com o Google, mas sempre foi uma questão de dinheiro. Quando vim para Nottingham há dois anos, eles disseram: “agora você tem um instituto geoespacial com pessoas que trabalharam para a agência espacial britânica”.

Leia na íntegra em: https://oglobo.globo.com/sociedade/cientistas-usam-imagens-de-satelite-para-combater-trabalho-escravo-22503855/

Forno de carvão visto em imagens de satélite – Photogrammetry and Remote Sensing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *