Ministério do Trabalho flagra trabalho escravo na Bahia

O enredo da escola de samba Paraíso do Tuiuti, vice-campeã do Carnaval do Rio de Janeiro este ano, “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?” se confirma, durante a operação do Ministério do Trabalho que identificou 565 trabalhadores vivendo em condições de trabalho comparável ao da escravidão em três fazendas nos estados da Bahia, Minas Gerais e São Paulo.

A ação deflagrada esta semana foi batizada Operação Canaã – A Colheita Final. O coordenador da ação, auditor fiscal do trabalho Marcelo Campos, revelou que os trabalhadores prestavam serviços a uma seita religiosa conhecida como Comunidade Evangélica Jesus, Verdade que Marca. “Vamos entregar os autos e exigir a imediata retirada dos trabalhadores flagrados em trabalho análogo ao de escravo”, afirma.

Leia a matéria completa em: http://atarde.uol.com.br/bahia/noticias/1943888-ministerio-do-trabalho-flagra-trabalho-escravo-na-bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *