Os efeitos do uso excessivo de smartphones no Brasil.

O uso excessivo de aparelhos celulares pode causar vários danos à saúde dos seres humanos, como a estimulação cerebral excessiva antes de dormir e a redução do hormônio do sono e dos níveis de melatonina. A tecnologia permite que muitas coisas sejam feitas através dos smartphones, como: estudar, trabalhar, comunicar-se, fazer pagamentos, mercado.

Figura 1.

No Brasil, há 234 milhões de smartphones, segundo os estudos feitos pela Fundação Getúlio Vargas, que  mostram o quanto os dispositivos estão presentes na vida dos brasileiros. Ao mesmo tempo que facilitam o dia a dia, eles também ameaçam a saúde dos indivíduos, afetando os olhos, a coluna, os braços, as mãos, a audição e até o sono. Conforme o G1, o uso excessivo de eletrônicos, como celular e computador, fez disparar o número de pessoas com miopia em todo o planeta. Tudo isso mostra o quanto os brasileiros estão sendo afetados com esse excesso.

A mãe da pré-adolescente Sofia, relata que, após o excesso de aparelhos eletrônicos, sua filha de 13 anos desenvolveu miopia, doença que é um erro refrativo do globo ocular e os indivíduos têm dificuldade de visualizar objetos que estão longe, o que atrapalhou em seu rendimento escolar, Sofia diz : “ No começo eu nem conseguia enxergar direito a lousa”.

Figura 2.

Como mostra a pesquisa realizada no Reino Unido, pelo professor de psicologia da Universidade de Lancaster, 73% das pessoas ficam em estado de pânico quando não encontram o celular, esse fenômeno é denominado de Nomofobia, doença psicológica caracterizada pelo medo irracional de estar sem os aparelhos eletrônicos. Como já dito, hoje em dia, por meio do celular você consegue trabalhar, estudar, entreter-se, comunicar-se, fazer mercado, trabalhos escolares e pagamentos, essa facilidade mostra a dependência que os aparelhos eletrônicos causam nas pessoas.

Figura 3.

Os estudos da Universidade de Essex, na Inglaterra, apontam que o celular é má companhia, porque prejudicava as conversas face a face. Em um dos experimentos da Universidade, dividiu-se um grupo de 74 participantes em duplas, a metade das duplas conversou durante 10 minutos sem o celular à vista, e a outra metade com o celular ao lado. E as duplas que conversaram sem o celular por perto mostraram mais afinidade do que as que estavam com o celular ao lado. Esse experimento mostra que os celulares aproxima daqueles que estão longe, porém, afasta daqueles que estão próximos.

Em Los Angeles, no restaurante Eva, os clientes ganham 5% de desconto se não usarem o celular durante a refeição, e, de acordo com as pesquisas deles, quatro a cada dez clientes aceitam a oferta. Essa é uma boa forma de afastar as pessoas dos aparelhos eletrônicos durante um tempo e de fazer com que elas aproveitem os momentos umas com as outras.

Para concluir, foi visto que os smartphones trazem facilidade e agilidade no dia a dia dos indivíduos, porém, essas várias funções que ele pode desempenhar, como pagar contas, entreter-se e fazer compras, está causando uma dependência que leva ao uso  excessivo dos celulares, os quais estão gerando vários danos à saúde humana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *