Arquivos de Tag: cronica

CONTO :UM DIA VERDE

Muitas coisas surgem em momentos inadequados, no entanto devem ser feitas. Foi ouvindo o jornal noturno com os familiares que Marieta despertou e se sentiu imersa em inúmeros devaneios. A notícia registrava uma ordem de corte para uma árvore na praça mais próxima de sua casa. A garota lembrava perfeitamente dos dias que sua mãe […]

É que eu só tava te olhando

Observei com atenção a cor Dos seus olhos E quis desesperadamente Tocar os fios macios do seu cabelo Pensei, que talvez Não admitir que o queria Pudesse fazer alguma diferença ~em te querer o que eu nunca te falei   Por Lisane Rocha – Estudante de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda – UFS

Amor à palavra dita e escrita

  “A realidade é a matéria-prima, a linguagem é o modo como vou buscá-la – e como não acho.” O aforismo da escritora Clarice Lispector frisa a relevância do dialeto para conceber as próprias dimensões existenciais. À vista disso, a literatura pode esmiuçar amplos princípios ao lado de imprescindíveis lições ao jovem em construção, se […]

As palavras me escrevem

As palavras me escrevem. Não seria uma paisagem humana transmudável sem as palavras. Elas me humanizam. Conseguem ser pão. Conseguem ser hóstia e vinho. Que me perdoe o sacramento. É tão profunda como um filamento cortado. De um lado, impelem sentimentos. Do outro lado, um divã me espera. As palavras me estonteiam, eu me furto. […]

Sendo, NADA, Indo

A minha cabeça nunca soube o que significa se aquietar e ela gosta de viajar por lugares que nem sabe se existem. Hoje ela me propôs pensar em viajar fisicamente, sem rumo, conhecendo o Brasil que só conheço por informações (não posso negar que as aulas entram em mim). Daí comecei a imaginar ser de […]

Cidade sonolenta

A cidade estava sonolenta. Essa era a minha impressão ao cortar a rua da minha casa. Estava tudo quieto, um silêncio quase absoluto, senão fosse o barulho da televisão de uma casa com a porta entreaberta e uma criança inquieta que beijava a testa da vó, enquanto a mãe sorria e uma senhora colocava  as […]